Páginas

terça-feira, 18 de setembro de 2012

Despedaçado

Jogado as traças
Estilhaçado tentando me recompor
Porem faltam tantos pedaço
Que foram chutados para longe
Por quem por ali passou
Mas já não importa
Monto o que dá para monta
Carrego o que consigo de mim
Assim vou seguindo o caminho que dá
Tantas partes que ficam para trás
Tantas fazem falta...
Como algo funciona despedaçado?
Não sei, mas continuo...

Nenhum comentário:

Postar um comentário