Páginas

quarta-feira, 15 de agosto de 2012

Olhos negros

Meus olhos castanhos claro vêem os seus olhos negros por onde olha
Sei que por você estes olhos naufragam diariamente, a procura deste porto que deles parece fugir
Em teus olhos vejo, quem sabe a chance de que esses olhos sessem o mar de pranto
Negros olhos que cortam o peito de quem por eles tem o sentimento mais belo
Embriagantes estes, quais mesmos distantes ficão a olhar dentro de mim
Ah olhos negros, como estes olhos meus querem te olhar, e dentro de ti se achar

Um comentário:

  1. Nossa! Que poesia heim. Tu tá sensacional. Saudades de vc menino chato! Vê se aparece lá

    Besos
    :)

    ResponderExcluir