Páginas

sábado, 12 de novembro de 2011

Taverna 160

No delírio de cada noite, aparentava cada vez mais um conflito entre Deus e o Diabo. Cada noite se ouvia conselho de ambos os lados, onde Pedro e Raul nada sabiam da verdadeira historia, somente sabiam a voz do outro.
As guerras aconteciam lá fora, dentro a tentativa de negociação de paz, o Capeta e Deus incorporavam, entravam na historia das vidas e interpretavam os julgando, condenando ao céu ou ao inferno, assim decidiam o destino, viam ambos as classes o universo girar a prol de algo.
As guerras lá fora eram cada vez mais intensas, a taverna era o único lugar para poder pensar e entender, o universo girando, trazia, quando o raciocínio embalava para um a decisão de tal forma que daria talvez uma conclusão, 160 chegava, nada podia ser definido, a conspiração não podia deixar a decisão acontecer.
Cada dia de guerra uma historia, novos retrospectos, descobertas, coisas a mostra que nunca enxergariam...
A taberna esta lá todo dia aberta, onde os dois detestam ir, geralmente tentam fugir, em vão, sempre acabam indo, na verdade até gostam, em meio a xingamentos e debates, nada sai e pouco ali fica, e quantas decisões não foram tomadas ou ao menos começaram lá? Nem eles sabem...

Nenhum comentário:

Postar um comentário